contato@drluispollon.com.br

+55 (11) 98555-0999

+55 (11) 5181-4333

Dicas | Saúde

Infecciosas

MAL DE POTT (TUBERCULOSE ÓSSEA):

A tuberculose era antigamente a causa principal de espondilite infecciosa. Antes do advento da quimioterapia efetiva, o tempo e a cirurgia para a paralisia eram as únicas opções terapêuticas.
Atualmente, as infecções ósseas e articulares tuberculosas respondem por 2 a 3% de todos os casos relatados de Mycobacterium tuberculosis. As infecções tuberculosas da coluna vertebral respondem por um terço à metade das infecções ósseas e articulares. A coluna vertebral toracolombar é a região mais comumente infeccionada, sendo homens e mulheres afetados em grau praticamente igual.

Os sintomas constitucionais lentamente progressivos são predominantes nos estágios iniciais da doença, como: debilidade, mal-estar, suores noturnos, febre e perda de peso. Dor é um sintoma tardio associado ao colapso ósseo (imagem do Rx abaixo) e à paralisia. O envolvimento cervical pode causar rouquidão, devido à paralisia do nervo laríngeo recorrente, disfagia e estrídulos respiratórios. Esses sintomas podem resultar da formação de um abscesso anterior no pescoço.

OSTEOMIELITE:

Conceitualmente, a osteomielite é nome que se dá para uma infecção no osso. Na coluna, além da lesão óssea em si, há o agravamento do contato do agente infectante com os elementos nervosos, podendo ocasionar irradiação da infecção para os tecidos neurais. Trata-se, portanto, de uma afecção perigosa e de difícil tratamento.

A osteomielite pode ter sua origem pela corrente sanguínea ou por uma infecção localizada. É muito comum em infecções advindas de procedimentos cirúrgicos, muitas vezes em pacientes com algum grau de imunodepressão.

SP — CAPITAL: CLÍNICA TESF:

(11)5181-4333 / 98555-0999
contato@drluispollon.com.br R. Alexandre Dumas 629 - Chácara Santo Antônio